Arquivo da tag: corpo

Roupa(gen)s

E as roupas?

As pessoas andróginas geralmente sentem-se mais confortáveis para usar roupas do gênero oposto. Estão em um espectro muito amplo da “não-conformidade” e os looks dos artistas na galeria de Personalidades de aparência andrógina de uma certa forma confirmam isso. É claro que nós, pessoas comuns, também podemos nos vestir da forma que melhor acharmos.

Provavelmente você vai sentir vontade de usar, se não o guarda-roupa inteiro, algumas peças do gênero oposto. É claro que ter vontade não significa necessariamente ter coragem. Mas se você tem bastante medo para arriscar, tenho algumas sugestões:

– se você for menina, provavelmente vai cortar as unhas mais curtas (geralmente esse pensamento vem bem cedo). É possível fazer isso sem “chocar a sociedade” (oh!). Usar uma camiseta mais folgada, quem sabe masculina? Pouca gente percebe a diferença. Ou até uma camisa. Menos enfeites, talvez. Você vai encontrar o tom, mas a dica é, nesse caso, ir devagar.

– se você for menino, pode fazer talvez o contrário. Deixar as unhas crescerem mais um pouco (?). Usar roupas mais acinturadas. Mais ou menos o contrário do que a menina faria. E eu estou deixando o cabelo crescer.

Eu já usei o vestuário todo com peças vendidas para o sexo oposto, com exceção das roupas de baixo (não tenho esse fetiche)  e ninguém, que eu saiba, percebeu. Bem, eu não radicalizei. Usei uma camiseta de cor bem feminina por baixo de uma camisa, por exemplo. Não questionaram nada, porque eu já vinha vestindo peças mais diferentes. Aí as pessoas só pensaram que tenho mais interesse por moda.

As roupas são, se você não cruzar a fronteira, algo completamente reversível na sua vida, caso você se arrependa depois. São uma boa forma para você testar se realmente quer isso, porque muda a maneira com a qual você interage, mesmo que intimamente, com a sociedade. No meu caso, eu ando com muito mais confiança na rua – e isso porque eu não estou usando roupas 100% femininas.

Anúncios

Se quer apresentar-se como andrógino, quer mudar o seu corpo para isso?

Este texto é um questionamento de “O Início” (categoria Começando). Se não o fez, leia-o para entender o contexto deste post.

Pode ser que seu corpo não te satisfaça, digamos assim. Que você tenha nascido com algum questionamento interno: sou feliz assim? No espelho, queria ser diferente mesmo? A quem eu quero parecer? Minha essência é diferente do que vejo?

É um grande, enorme acontecimento chegar a uma conclusão dessas, de que seu corpo não se traduz exatamente no que você vê. Um descompasso da imagem externa com a imagem externa. E aí você precisa ter certeza. Não é uma certeza que alguém vai te contar. Já perguntou-se ao espelho “é isso mesmo”?

Há muitas possibilidades para se chegar a essa conclusão. É por luxúria? Por uma questão estética? Porque você não é você sendo assim e se fosse diferente seria melhor? Cada um tem seus motivos e elenca o que lhe é mais importante. Sei que não cabe a “nós” dizer que não, não faça por luxúria; não, tenha certeza de que é porque você não é assim e que deve ser diferente.

Novamente, não nos cabe o julgamento. De novo, já julgam a nós muito lá fora. Só tenha a certeza, porque pode ser irreversível. E, em muitos casos, é. Recomendo que você recorra a outras pessoas profissionais para te ajudar, quem sabe para até esclarecer na sua mente de que é isso mesmo (ou não).

Até quando ou quanto?

É mesmo! Tem uma certa ordem de acontecimentos – afinal, seu corpo e sua mente mudarão. E nesse caso você provavelmente vai precisar definir algo como:

  • é até você ficar no caminho do meio e continuar se apresentando como deste sexo para a maioria das pessoas… (algo como FtA ou MtA)
  • ou apresentar-se como do sexo oposto e pairar no meio? (algo como FtMtA ou MtFtA)

E pode ser que você esteja confortável com a sua aparência. Neste caso, provavelmente você não está lendo esse texto. 🙂

O próximo questionamento (quer enfrentar a sociedade, dar explicações para um monte de gente?) tem um pouco a ver com este.